Arquivos da categoria: Artigos

Tira Dúvida ! Qual diferença entre área útil, privativa, comum e total ?

Quem procura por imóveis normalmente está atento aos anúncios imobiliários, principalmente aos itens localização, preço e condição.

Mas tão importante quanto o preço, é o tamanho do imóvel, e devemos ficar bem atentos para não ter surpresas . As dúvidas normalmente ocorrem devido ao fato dos anúncios não terem um padrão do tamanho. Podemos achar anúncios divulgando o tamanho útil, privativo, real, total, vejamos o exemplo.

Apartamento de  2 dormitórios, 75m2 privativos, ou ainda, apartamento  3 Dormitórios, com area de 115 m2 total, e 2 vagas de garagem.

planta-baixa-com-medidas

Para entendermos as diferenças entre as areas anunciadas, vejamos cada uma delas:

Area Privativa = É o tamanho representado da porta para dentro do seu imóvel. O que pouca gente sabe é que no tamanho da área privativa, como por exemplo 75 m2 “privativos” estão incluídas as paredes internas e externas, e isso dá uma grande diferença.

Area Útil = Também chamada por alguns corretores como area de vassoura ou varredura, é o tamanho do imóvel já desconsideradas as paredes. É o que realmente se aproveita do apartamento para móveis e utilização.

Faça um teste: Pegue um folder imobiliário e some as respectivas areas internas dos cômodos, você vai notar a diferença entre útil e privativo. Não se preocupe, você não foi enganado, afinal de contas não dá pra comprar um apartamento sem paredes.

Area Comum = Em um edifício residencial ou condomínio, existem areas que são comuns à todos os moradores como escadas, corredores, hall de entrada, etc. Estas areas são rateadas entre os apartamentos e entram no cálculo da área total real do apartamento.

Area de Garagem = Quando você adquire um apartamento é comum estar vinculado a vaga de garagem. Podem ser 1,2,3 vagas ou mais. A area de garagem é o seu espaço de estacionamento privativo. Existe a área de garagem comum, que são os corredores de acesso a sua vaga. Somadas area de garagem + area comum de garagem, também irão fazer parte do area total real do apartamento.

Area Total Real = É a soma das areas privativas + garagem + comum, ou seja, é efetivamente o que você está comprando. Pegue o valor do seu apartamento, divida pela area total real e você terá o valor do metro quadrado pago.

Dica: Leve sempre em consideração a área útil do seu apartamento na hora de fechar o negócio. Questione o corretor. É o bem estar de sua família que você está adquirindo.

Maiores informações, mande um e-mail para falecom@marciocouto.com.br

O que é a Portabilidade de Crédito Imobiliário ?

Agora é pra valer. Foi a aprovada a portabilidade de Crédito de empréstimos e financiamentos de um banco para outro, assim como ocorre a portabilidade de uma operadora de telefonia para outra. O objetivo é trazer a possibilidade do cliente conseguir melhores taxas e vantagens no seu financiamento atual.

Os maiores interessados são aquelas pessoas que financiaram a casa própria a 5, 10 anos atrás, e que na época assinaram contratos com taxas superiores a 10%.

Veja a ótima reportagem do Bom Dia Brasil sobre a portabilidade.

Veja a ótima reportagem do Bom Dia Brasil sobre a portabilidade.

O cliente interessado deve procurar o banco que possui o financiamento atual, que é obrigado a fornecer a documentação e demais informações para que a nova instituição (banco) possa analisar o contrato e se posicionar sob quais condições poderá fornecer um melhor negócio.

Na prática, é quitado o financiamento antigo e um novo financiamento dentro das condições estabelecidas é criado.

É muito importante o cliente realmente colocar na ponta do lápis se as novas vantagens são reais  e ter em consideração não somente o valor da parcela, mas o juros efetivo total e claro, o saldo devedor.

Quer saber mais, consulte o site do banco central em:

http://www.bcb.gov.br/?PORTABILIDADEFAQ

Navegantes: A bola da vez para investir em imóveis

Quem nasceu ou mora em Navegantes há pelo menos 10 anos, acompanhou e está vivenciando um crescimento ímpar no desenvolvimento da cidade. Impulsionada pelo momento econômico, onde mais e mais empresas estão se instalando, não somente para, mas principalmente por ocasião do Porto, o mercado imobiliário acelerou em muito o seu crescimento para atender a demanda de moradias, que ainda está muito longe de ser atingida.

Pra onde se olha, temos uma obra. A construção civil vai muito bem obrigado! Um terreno comprado no centro da cidade em 2003 por R$ 18.000 – R$ 20.000,  hoje não sai por menos  R$ 140.000 – R$ 150.000, uma valorização de 700% aproximadamente.

No mesmo período (2003-2013) a arrecadação do município só com o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis), que todos nós somos obrigados a pagar quando compramos um imóvel, aumentou 1500%, passando de R$ 254.000,00 para R$ 4.045.000,00 (Fonte TCU/SC). Estes números indicam o grande volume de negócios realizados em nossa cidade.

Investidores tem visto com bons olhos, e estão deixando de investir em cidades que sempre foram referência como Balneário Camboriú, Itapema, e estão investindo em Navegantes, principalmente em terrenos e imóveis na planta.

Casas com 30 ou 40 anos, estão dando lugar a prédios, casas gemindas e salas comerciais.

No meu ponto de vista, estamos longe, muito longe, do pico da montanha. É só olharmos para nossa vizinha Itajaí, hoje com aproximadamente 188 Mil habitantes, contra apenas 68 Mil de Navegantes, continua em crescimento acelerado e contínuo no mercado de imóveis.
Nosso potencial é muito grande, porto, aeroporto, turismo, praias, qualidade de vida.

 

Vista da cidade vizinha - Itajaí/SC - Foto: Márcio

Vista da cidade vizinha Itajaí/SC, prédios tomaram conta do centro da cidade. Foto: Márcio Couto

Vista do Centro sentido Meia-Praia e Bairro Gravatá - Foto: Márcio Couto

Vista do Centro de Navegantes, sentido Meia-Praia e Bairro Gravatá. Enorme potencial de crescimento.

Na hora de investir, consulte o Corretor de Imóveis para saber onde o seu dinheiro irá render mais. Até a próxima !

Texto: Márcio Couto – CRECI/SC 20.689